Olá meninas, tudo bem?

 

Hoje venho com mais uma edição do #vaitergordasim!

Semanas atrás, me deparei com um depoimento que me chocou.

Rolando a barra do instagram, me deparo com o post de uma atleta de alto nível, inclusive já citada aqui no blog anteriormente, falando sobre o preconceito sofrido por estar acima do peso.

Tayane Porfírio, que é faixa marrom, estava lutando o absoluto do campeonato mundial de Abu Dhabi, com nada mais, nada menos, que a atual campeã mundial absoluta de Jiu-Jitsu, faixa preta, Mackenzie Dern.

Porém, no absoluto as lutas são por nível de graduação da faixa, independente de idade e peso, ao contrário das lutas da categoria. E nesse caso, a diferença de peso entre as atletas foi grande.

Tayane Porfirio x Marckenzie Dern
Tayane Porfirio x Marckenzie Dern

Por esse motivo, aqueles que gostam de criticar por trás das telas, sempre aparecem com piadas do tipo: “só ganhou por que era mais pesada”, “só usa a força”, etc.

O peso tem influência na luta sim, mas usar o peso sem técnica é insignificante. Como diz a própria Tayane, “Se gente grande só ganhasse pelo peso, o elefante seria o rei da selva”.

Nessa mesma competição ano passado, a mesma atleta Mackenzie Dern, que lutou com Tayane, mostrou que peso não é tudo, vencendo a adversária Gabi Garcia.

Marckenzie Dern x Gabi Garcia
Marckenzie Dern x Gabi Garcia

 

Isso só mostra a verdadeira essência do jiu-jitsu.

Tayane tem 21 anos, treina um pouco mais de 05 anos e pegou faixa marrom há apenas 10 meses. Ela é gordinha SIM, treina jiu-jitsu SIM, compete SIM e ganha títulos SIM.

Já não basta sofrer preconceito só por ser mulher lutando, tem que sofrer preconceito porque é gorda também. Mas, no depoimento, Tayane não se deixou abater. Afirmou que não vai mudar pra agradar ninguém. E que as pessoas acima do peso também treinam, se esforçam e tem coração como qualquer outra pessoa.

Confiram o depoimento.

Desabafo Tayane Porfirio

Ela deu um show de amor próprio, assim como fez em todas as lutas.

Nós, às vezes pensamos que somos as únicas que sofremos com esse tipo de preconceito. Se no mundo do esporte acontece isso, imagina fora. Sei que existem muitas gordinhas que tem vergonha de treinar e até de competir, então, que a Tayane seja um exemplo para você nunca desistir dos seus sonhos!

Tayane Porfirio Araujo

 

Enfim, continuemos na luta para combater essa gordofobia, mostrando que mesmo acima do peso, somos saudáveis e conseguimos chegar a qualquer lugar!

 

Beijos!

 

Jennifer Paula

Email: jmpaula21@gmail.com

Instagram: @jmpaula21

Facebook.com/jennifermpaula

fotos : reprodução

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here